sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

PALAVRAS

(Creative photos by Murat Suyur)
                               

                                                             Palavras, sinto-as ...
Caminham no meu olhar, ainda que distraído.
Não me pertencem, mas as abraço 
sem aprisioná-las.
E para que não se percam e respirem vida, 
escrevo-as


                                                Marilene




42 comentários:

  1. Belíssima mensagem em sintonia com o desenho que as evoca por serem vivas...

    Abaço carinhoso.

    ResponderExcluir
  2. Uau q lindo esses versos!! Vc definiu a trajetória das palavras, elas são livres, rápidas, atrevidas e sempre vivas. Elas voam, escorregam da cachola e temos q correr pra não perde-las de vista.
    Parabéns pelo poema e pelo novo blog.

    Meu afeto
    Bacios

    ResponderExcluir
  3. Com vinho penas e compaixão
    Não acordemos os pássaros que habitam a noite
    São válidas todas as propostas para voar
    Onde a felicidade irreconhecível possa morar

    Não perguntem a Deus por mim
    Deixem os Anjos na ilha voar
    Se quiserem encontrar o poeta
    Procurem na...RAIVA DO MAR...

    Um luminoso fim de semana

    Terno beijo

    ResponderExcluir
  4. Lindo, amei ver seu belo novo blogue, a imagem, as palavras, sem elas não há comunicação!
    Abraços linda amiga!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo novo blogue amiga Marilene!
    As palavras unem-nos com elos invisíveis e livres, só assim elas fazem sentido.
    Escrevê-las assim é eternizá-las.

    Um beijinho com amizade

    ResponderExcluir
  6. Que beleza,Marilene!

    E que bom que tu as escreve e tão lindamente!

    Parabéns pelo novo "filho". Lindo, bem escolhido, desde o título à apresentação!

    beijos, tuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  7. Oi mana,

    Como ficou lindo o seu novo espaço! Adorei!
    Palavras devem ter voo livre quando oriundas da alma e destinadas a encantar, principalmente quando registradas através de uma bela escrita.

    Lindas imagens, tanto do topo quanto a que ilustra a postagem.

    Sucesso por aqui!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  8. Belo o seu novo espaço! Te desejo muito sucesso!...
    AbraçO

    ResponderExcluir
  9. As palavras necessitam do nosso acesso.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  10. É bem assim que me sinto em relação às palavras, pra que não se percam, escrevo-as, mesmo que seja só para eu lê-las depois.
    Lindo cantinho! Lindo nome! Linda magia que presente se faz.
    Beijos queria Marilene!

    ResponderExcluir
  11. Palavras de poesia? Nunca prenda mesmo, não nos prive delas. Conhecendo seu no blog e seguindo. Parabéns. bjs

    ResponderExcluir
  12. Sábia decisão trilhada na poesia que lhe transborda, Mari.
    Palavras escritas , se poéticas, bem ditas.

    Bjo,
    Calu

    * Não tenho conseguido me fazer seguidora de nenhum blog.A janelinha não abre pra mim.Não faço ideia do porquê.

    ResponderExcluir
  13. ...E escreve-as belamente!

    Parabens pelo novo espaço!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Esta tudo lindo por aqui... adorei a imagem aliada as palavras...

    Beijos, Marilene...

    ResponderExcluir
  15. MArilene
    fui ao outro espaço e fiquei tristíssima,pensei que não ia escrever mais poesia, mas,depois de ver este e ler o poema, confesso que este está muito mais bonito.
    gostei muito da apresentação das cores, nada a apontar, está tudo muito bom.
    o poema, curto como eu gosto e tão cheio que transborda beleza e talento.
    arrasou!
    bom fim de semana
    beijo
    :)

    ResponderExcluir
  16. TE SEGUIREMOS ACOMPAÑANDO, QUERIDA TU PALABRA.

    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  17. Olá Marilene!
    Gostei muito desse seu novo espaço, a começar pelo nome.
    Percebo que por aqui,as palavras já começaram a respirar poesia.
    Um abraço, Sônia.

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Marilene. Entrei aqui pela janela da Chica, amiga antiga de tempos mais que felizes de blog.
    Linda essa imagem do template! Lindas as palavras.
    Abraços pitangueiros

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Marilene. Entrei aqui pela janela da Chica, amiga antiga de tempos mais que felizes de blog.
    Linda essa imagem do template! Lindas as palavras.
    Abraços pitangueiros

    ResponderExcluir
  20. Seja lá ou aqui é sempre bom te ler! Já estou seguindo aqui tbém! Bjosss

    ResponderExcluir
  21. Aqui estou, lá ou cá é sempre uma boa leitura. bjs Sucesso. Levando o link para acompanhá-la. bjs

    ResponderExcluir
  22. Aqui estou, lá ou cá é sempre uma boa leitura. bjs Sucesso. Levando o link para acompanhá-la. bjs

    ResponderExcluir
  23. Olá, Marilene, como vai?
    É interessante como o blog tem a mobilidade do autor, não é mesmo? Já tive vários blogs, já fechei vários, rsrsrs, porém já há pouco mais de um ano estabilizei com os mesmos... penso que isso reflete o próprio conforto interior que sinto no momento, no sentido de identificação completa com eles.
    Penso que seu escrito reflete muito isso... a necessidade interior de libertar palavras em um novo espaço e com isso, novos traços interiores serão libertados também. ;)
    Abraços!

    ResponderExcluir
  24. ... e assim as mantemos vivas, Marilene. Belo espaço, parabéns! Boa semana.

    ResponderExcluir
  25. Gosto deste espaço. Parabéns.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  26. Gostei muito do teu novo espaço.
    Mas também gostava do que agora puseste a hibernar...
    Vou ter o prazer de seguir aqui as tuas sempre interessantes palavras. E já te sigo.
    Felicidades para o novo blogue, Marilene.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Cuide bem das palavras para que elas possam cuidar bem dos seus dizeres.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  29. Muito bonita sua nova casa, Marilene. E o texto... É assim mesmo o flagrante momento da inspiração, caprichosa essa misteriosa dama. Mas a poetisa demonstra, nesse texto, uma intimidade, uma generosidade com as palavras. Sem o desespero de obtê-las a qualquer custo, sem a angustia de deter o que não te pertence, o que é sempre semente sem tempo de germinação. Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Escreve da melhor forma, na inscrição poética da vida!...
    Desejo sempre as palavras pousando no seu olhar,
    pois colheremos a Poesia (Bela!) na sua essência!
    Beijinho, querida.

    ResponderExcluir
  31. E somos nós os coletores delas tão bem arquitetadas.
    Voce se supera.
    Abraços. Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde Marilene :)
    Fiquei encantada com o nome desse espaço. \o/
    E o conteúdo maravilhoso, dispensa comentários.
    Esse belo pensamento divagando sobre as palavras,
    poderia ser a introdução do blog!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Como a minha amiga Clau
    eu também me encantei com
    o seu trabalho e como prova
    disso vou seguir seu blog.
    Se na sua visita você gostar
    do meu, siga-me e me fará
    feliz.

    Um beijo,







    .

    ResponderExcluir
  34. E como é bom ler suas palavras, seu sentir.
    Um abraço cara amiga Marilene e parabéns pelo lindo Blog;

    ResponderExcluir
  35. Pra escrever assim é preciso um dom. Invejo. =) bjs

    ResponderExcluir
  36. A palavra do poeta é um milagre da natureza, como uma raiz germinando... Quando está pronta para brotar transforma-se em flor, de flor em borboleta, e de asas abertas se faz em versos...

    ResponderExcluir
  37. Uma ótima definição para o ato de escrita.
    Parabéns por este belo espaço. Só há pouco vi que abriras outro blogue.
    Aos poucos, virei ler.
    BJO, Marilene :)

    ResponderExcluir